restare = resistir, sobreviver

Primeira exibição na abertura da exposição "O que não é floresta é prisão política" (galeria Reocupa, dentro da Ocupação Nove de Julho - SP MTSC)

15.09.2019

Telas de fachadeiro (daquelas utilizadas como proteção em reformas ou construção de prédios) bordadas com os nomes de  povos da floresta que aqui resistem e existem. Nomear tem um valor simbólico de tornar presente  o ausente. Homenagem, reconhecimento e celebração ao instalar os nomes dos povos publicamente. A obra se completará ao somar os mais 300 nomes dos povos existentes no Brasil. 

 

Tela 1: 23 nomes bordados, instalada na primeira quadra da ocupação 9 de julho, São Paulo, SP – setembro, 2019

Dimensões: 2,50 m x 1,20m

Tela 2: 17 nomes bordados - instalada no ateliê 807 da ocupação 9 de julho, São Paulo, SP – outubro, 2019

Dimensões : 2,00 m x 1,30m

Tela 3:  20 nomes bordados - instalada no Solar dos Abacaxis, Rio de Janeiro, RJ – novembro, 2019

Dimensões: 2,35 m x 1,35m

fotos

Mostrar Mais