presenças líquidas

08/05 e 09/05 de 2015

Araçatuba - São Paulo

Instalação/performance realizada na Tulha, no Parque da Fazenda do Estado

Projeto contemplado no edital proac 45/2014

 

Em Araçatuba, o Parque Estadual fica na área central da cidade, onde funciona a sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Trata-se de uma fazenda tombada. Nesse parque, encontramos a Tulha = paiol, celeiro, local onde se guarda alimento. Ela estava completamente deteriorada, servindo de galinheiro. Então, o espaço da Tulha, que era perfeito para a realização da performance, foi restaurado como resultado da confluência de muitas vontades: do Secretário do Meio Ambiente, do prefeito da cidade, articulados pela habilidade de negociação do produtor Antonio Carlos Nicolau junto a empresa Lomy Engenharia. 

 

 

Presenças Líquidas ativou e inaugurou a Tulha como um espaço cultural dentro do parque estadual.

Trata-se de uma  instalação integrada a uma perfomance de dança, reunindo o trabalho da artista plástica Néle Azevedo e da coreógrafa e dançarina Marina Tenório. As duas artistas fizeram uma residência de duas semanas na Oficina Cultural Sílvio Russo na cidade de Araçatuba — SP. A residência consistiu em experimentações com esculturas de corpos humanos feitas em gelo e na pesquisa de movimentos no corpo da intérprete. Durante a residência, Néle Azevedo abriram ao público interessado o processo de fabricação das esculturas e Marina Tenório deu um workshop de trabalho corporal sobre os procedimentos de investigação do movimento utilizados no processo. Ao final desse período, foram realizadas duas apresentações da instalação/performance no espaço restaurado da Tulha.

 

 

Trilha Sonora: Tiago de Mello

Desenho de Luz: Mirella Brandi

Mostrar Mais

fotos

vídeos

Mostrar Mais